Um “FEEDBACK” para Abel

Fala Abel… Tudo bem cara?

Espero que esteja desfrutando o fato de ter conquistado a vaga para a final da Libertadores.
Você tem feito um bom trabalho apesar dos resultados decepcionantes no Mundial e de um certo questionamento com a forma como você vê o jogo.

Mas não é sobre isso que eu queria falar com você, se trata de um outro assunto. Senta-se aí, respira e fique tranquilo que é coisa boa. Algo que vai te ajudar no futuro.

—–

Talvez nos dez anos de estudos sobre futebol você tenha lido ou escutado que no início do futebol português a presença dos treinadores húngaros foi essencial para o desenvolvimento do jogo por lá.

Nomes como Joseph Szabo, Lippo Hertzka e Miguel Siska levaram toda evolução tática e técnica que acontecia na Europa Central para o país e com isso o futebol foi crescendo de uma forma impressionante em Portugal.

Décadas depois, aproveitando-se muito dos talentos que vinham das colônias portuguesas na África o futebol português atravessou de vez as fronteiras e conquistou a Europa.
Mais uma vez um húngaro, que por sorte nossa também deixou todo o seu conhecimento no Brasil, teve uma grande responsabilidade por isso. Bela Gutmann.

—–

Já na seleção portuguesa, um brasileiro, SIM… UM BRASILEIRO foi responsável por liderar um time que contava com dois Moçambicanos como os melhores jogadores e que levou a seleção Lusitana à sua melhor campanha em uma Copa do Mundo.

Ah, este mesmo senhor, chamado Otto Glória, tem 5 títulos da liga portuguesa e quatro da Taça de Portugal.

—–

Depois deste período dourado as coisas mudaram bastante.
A seleção ficou décadas com participações medíocres em praticamente todos os torneios e apenas em meados da década de setenta, com a presença de um argelino e de um brasileiro um clube português voltou a conquistar um torneio continental.
Time liderado por Arthur Jorge, que assim como Jesualdo Ferreira e Jorge Jesus, têm três títulos da Liga Nacional.

E apenas reforçando, eles ficam atrás de um brasileiro, e de um húngaro em número de conquistas do campeonato português.

Mas imagino que você saiba disso tudo. Estudou por dez anos e continua estudando até hoje.

Pois bem, dito tudo isso, fica aqui uma sugestão:

—–

Pare com essa idiotice de dizer que tudo que aconteceu por aqui com você e com o Palmeiras tem ligação com o foco e a dedicação europeia.
De que a conquista da Libertadores e da Copa do Brasil aconteceram graças à sua chegada e a transformação total do clube e dos jogadores. Quase que num passe de mágica.

Você deveria agradecer demais pelo departamento de Futebol do Palmeiras ter escolhido o treinador do PAOK que eliminou Jorge Jesus para comandar o time e com isso ter a oportunidade de liderar uma equipe apoiada nos últimos anos por pesados investimentos. Provavelmente um dos maiores, se não o maior da América Latina nas últimas décadas.

—–

Novamente, parabéns por chegar mais uma vez na final do torneio mais importante do continente. Claro que isso tem ligação com o seu trabalho.
Mas pelo amor de Deus, não venha com esse papo de colonizador de merda de que o Europeu trabalha mais e de que tem mais foco.

Isso se xama Xenofobia. É desrespeitoso até com todos os brasileiros que trabalham à sua volta. Sejam da comissão e é claro, os jogadores.

—–

Se nestes dez anos de estudos não ficou claro para você de que este esporte, principalmente nos dias de hoje, conta com referencias e MUITO TRABALHO de pessoas de diversos lugares, regiões, culturas e comportamentos, sugiro que volte algumas casas e repense este ponto de vista.

E claro… o principal conselho: BAIXE A BOLA.

—–

Você é novo, talentoso, privilegiado e exatamente por isso precisa deixar de lado esse papo furado de COACH MOTIVACIONAL de que trabalha mais do que os outros e por isso chegou aonde está.

Até porque, cá entre nós, o esquema até funcionou e tal, mas… É a segunda vez que teu time fica durante todo o  segundo jogo de uma semifinal no limite entre a classificação e a eliminação.

E para dez anos de estudo, com esse elenco milionário é bem pouco.

Um abraço.

—–

PS: Esse papo furado de vizinho chato também hein… Que papagaiada. Lembrou a patética carta da Dona Lúcia. Pare com essa idiotice.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: